Arquivo de 'Loridos e a Quinta da Bacalhôa – Azeitão – Portugal' Category

Sep
9

Loridos e a Quinta da Bacalhôa – Azeitão – Portugal



 

Na Quinta dos Loridos, o maior jardim oriental da Europa

Na Quinta dos Loridos, o maior jardim oriental da Europa

Gostosos vinhos de diversos tipos  e cores são trazidos pela Portus Cale, do amigo Manuel Garcia. Provei estes dias um branco da uva Alvarinho e um Espumante de várias uvas. No seu site esta Quinta da Bacalhôa diz :

O Palácio da Quinta da Bacalhoa, em Vila Fresca de Azeitão, é o monumento mais notável de Azeitão e, na opinião dos maiores especialistas, um dos protótipos da arquitectura portuguesa.

Segundo Joaquim Rasteiro, “(…) o Palácio e a quinta formam só por si um monumento artístico da  mais  alta significação em Portugal”. Aquele sobrenome é menos honroso e a designação da quinta deriva, simplesmente, do facto de aquele ramo da família haver sido negociante de bacalhau, na Casa dos Bicos, em Lisboa, que pertencia à família Albuquerque. O Grupo Bacalhôa dispõe de adegas nas regiões mais importantes de Portugal: Alentejo, Península de Setúbal (Azeitão), Lisboa, Bairrada, Dão e Douro. 

 

Produzem muitos tipos de vinhos tintos, brancos, rosados, naturais e champanhizados. Todos muito agradáveis e com boa relação com seus preços.

 

Quinta dos Loridos 2007 – Alvarinho – Lisboa

 

A Quinta dos Loridos fica no coração da denominação de Óbidos, vinho regional da Extremadura, ao norte de Lisboa, agora chamados de Lisboa.

Um vinho branco com 100% de uvas Alvarinho produziu um bom vinho com 13% de álcool. Amadurecidos durante 4 meses em barricas de carvalho francês em suas borras.

Com bonita cor amarelo dourado.

Aromas agradáveis, delicados, leves florais e frutados, com as frutas brancas, peras, melão e dominando as maçãs verdes.

Na boca é agradável, frutado, falta-lhe um pouco de acidez e tem um amargor final que danifica um pouco a harmonia.

 

É um Espadilha

 

Seu preço é de R$ 49

 

Loridos 2005 Extra Bruto Espumante

 

Um espumante produzido na mesma quinta, com as uvas Castelão, Fernão Pires e Arinto, safrado, pelo método clássico ou champanhês, segunda fermentação na garrafa.

Deste modo conseguiram um espumante bastante seco, muito agradável.

Sua cor é bem clara.

Aromas frutados das frutas brancas, semelhante ao vinho anterior, com curiosa coincidência, pois as uvas são completamente diferentes. São as peculiaridades  das uvas diferentes dando um final semelhante, é bem verdade que no fundo deverão ter DNAs com grandes semelhanças.

Na boca é marcadamente seco, delicado, agradável, frutado longo, com as frutas brancas, boa vivacidade (acidez) e sem o mínimo de amargor presente, sua espuma delicada, bolhas finas e persistentes, com longo e prazeroso final de boca.

 

Um Escopeta.

 

Preço R$ 65 muito competitivo para melhor, com todos espumantes europeus, não champagnes é claro.

 

Importado pela Portus Cale  – www.portuscale.com.br , avenida Dr. Arnaldo 1714.  São Paulo – portuscale@portuscale.com.br –  011- 3675 5199

 

 

 

 

 

Theme Distributed by Rock Kitty and Wordpress Themes