Arquivo de '” En primeur “' Category

Mar
15

Bordeaux 2009



Bordeaux 2009

 

Na semana passada tivemos uma deliciosa degustação de vinhos de Bordeaux promovida pela “ Union des Grands Crus de Bordeaux” e seus  produtores mais representativos, dentro dos seus 132 membros.

Foi a primeira degustação promovida em São Paulo oficialmente por eles. Não sei se se trata de crise comercial, mas não me lembro uma degustação tão pródiga de tantas marcas importantes juntas, analisando e promovendo uma única safra, a de 2009; de qualquer modo muito bem vinda e de excelente qualidade.

Eram mais de 100 produtores com no minimo uns quatro tipos cada um, fazendo sem rigor dos números, cerca de 400 vinhos para serem degustados. Não tive esse fôlego todo!!

Foi muito didática, pois num país como o nosso, distante e pouco consumidor de marcas sofisticadas e caras como os Bordeaux, esta foi uma oportunidade indiscutivelmente de ouro para o público amante e estudioso deles.

Como comentamos sempre, os Bordeaux são os mais longevos e resistentes vinhos de mesa, e que necessitam de 15 a 20 anos de amadurecimento e talvez outros tantos anos resistindo num estável platô, com grandes qualidades.

Esta safra de 2009 em tintos, pode e deve ser comprada para os que tenham expectativas de bebê-los maduros em torno do ano de 2030. Claro que poderão ser consumidos antes disso, e com muito prazer.

Os brancos da região de Péssac-Léognan, sempre os mais importantes de toda a região de Bordeaux também estão deliciosos, frutados e baunilhados já, também necessitam e evoluem após 10-15 anos, mas creio que os tintos serão mais famosos. Alguns nomes de brancos atualmente marcantes: Châteaux Pape Clément, Haut-Brion Arrivée, Carbonieux.

Os tintos só começam a desempatar dentro de alguns anos !!

É uma safra deliciosa, fácil, concentrada, frutada, rica, complexa, bem estruturada, equilibrada e harmoniosa. Penso que só haverá prazer  em seu consumo. Embora com estas qualidades, neste momento, está bastante fechada, confundindo e dificultando comparar os que serão grandes vinhos, dos médios e até pequenos.

De qualquer modo foi um grande privilégio que estes vinhos tenham chegados até nós sem precisarmos ir para a França, o que também não seria na verdade, nenhuma tragédia.

 

Mar
31

” En primeur “, os Bordeaux 2010 serão testados



En primeur no Château Margaux 2

 

A região de Bordeaux está efervescente. Sob discussões jornalísticas e dos críticos famosos está armado o grande circo dos bebedores de vinhos. O olhar do mundo todo, amante de seus vinhos, aguardam ansiosamente a degustação que começará no dia 2 de Abril, organizada pela Union des Grands Cru de Bordeaux, cuja presidente atual é a madame Silvie Cazes, do Château Linch Bages.

 

En primeur no Chateau Margaux

Quem não sabe explico:

Todo o ano no início de Abril em Bordeaux realiza-se a primeira prova oficial dos vinhos produzidos no ano anterior, no caso a safra de 2010. São obviamente vinhos jovens, duros, tânicos, ácidos, mas, para os experientes enólogos, competentes jornalistas, ou vivos comerciantes, é a mais precoce data de se provar o vinho, e fazer uma avaliação da qualidade da safra e com isto investir e ganhar muito dinheiro de acordo com as suas competências.

Depois desta prova você poderá adquirir vinhos que provavelmente serão engarrafados e entregues somente dentro de 2 anos pelos grandes produtores, são as chamadas vendas “en primeur”, onde os Châteaux vendem  para todo o mundo imediatamente, recebem e garantem uma capitalização imediata; estes vinhos provavelmente girarão o mundo  e serão consumidos somente dentro de15 a 20 anos, sendo que alguns deles somente estarão no auge de sua qualidade e maturidade dentro de 20 a 30 anos!!

Não deixa de ser um interessantíssimo grande jogo que envolve entre outras coisas: paciência, competência e dinheiro.

Os Estados Unidos já foram os campeões de compras “ em primeur” até há poucos anos – atualmente os dragões chineses deram a volta por cima e parecem ser os grandes compradores – não sei se para investir ou beber, talvez as duas coisas.

A safra oferecida será a de 2010 e de acordo com informações de bastidores do Zé do vinho, foi uma excepcional safra, que segue outra também excepcional que foi a de 2009.

Nosso correspondente oficial para os vinhos da África do Sul e amigo Raphael  Malago, já se encontra lá em Bordeaux, e nos dará em primeira mão, suas impressões assim que entornar seus primeiros goles dos grandes castelos locais.

 

Theme Distributed by Rock Kitty and Wordpress Themes