Barolo Bricco Rocche 1982 Ceretto – Piemonte – Itália

 

 

Entre os bebedores de vinho existe uma piadinha que diz que, em se falando do amadurecimento dos vinhos Barolos, ou ele está jovem demais ou já está passado!! Isto porque até os anos de 1985-90 este vinho com muita estrutura e tanino, passava muitos anos nas madeiras, o que piorava ainda mais essa situação. Demorava muitos anos para amadurecer, quinze, vinte, ou mais anos, no mínimo, e então, no meio de tantas marcas, se perdia o controle de um momento adequado para consumi-lo. Posso garantir que era uma verdade mesmo, essa dificuldade não era só uma piada.

Ontem tivemos muita sorte de beber uma esplêndida garrafa de 1982, cuja origem tem até uma pequena história; há cerca de 15 anos um grupo de jornalistas e convidados fomos para o Piemonte visitar produtores. No meio da viagem numa pequena lojinha de vinhos descobrimos este vinho em garrafa magnum, imediatamente aconselhei meu amigo José Luiz Botelho, engenheiro de São Jose dos Campos, a comprá-la. Desde então ficamos de bebê-la juntos; após mais de 15 anos de tentativas, conseguimos bebê-la ontem, com um almoço piemontês caseiro.

Foi um deslumbramento! – após uma briguinha com a rolha esfarelenta, mas ainda eficiente na sua função, conseguimos destampar a preciosidade; imediatamente um jato de grandes perfumes me atingiu, a uma distância de um braço, pude perceber então, aromas de vinho, frutas e flores, que garantia a maravilhosa integridade e saúde do vinho, foi um alívio e felicidade geral.

Este Barolo Bricco Rocche 1982 – Bricco Roche, foi sua primeira safra, produzida na demarcação Barolo, em Castiglione Falletto, no Piemonte. Com 100% de uvas Nebbiolo, num vinhedo de 1,2 hectares, esta inicial foi uma produção mínima, 5000 garrafas, e desde a primeira edição já um grande sucesso. Passou 12 meses em barricas de carvalho de 300 litros e outro ano em tonéis grandes de 2500 litros.

Se você tem uma garrafa de  Barolo famoso, estude nos livros, e ou, na internet seu melhor momento de consumo e aproveite ao máximo – não espere muito, nem beba logo !!

Sua cor era rubi claro, já com leve castanho, brilhante e transparente.

Os aromas iniciais foram das frutas e flores, em seguida de um vinho maduro, com frutas e solo de bosque, animal muito leve, delicado elegante, intenso e persistente.

Na boca esteve incrível, leve, delicado, fino, elegante, com frutas leves e secas, vinho evoluído com descrição difícil, sem marcas da madeira que o conteve, macio, redondo, com acidez e taninos muito equilibrados, e, bastante longo no final de boca.

Uma grande e muito bem amadurecida magnum de Barolo, que faz jus a sua fama.

 

Um ZAP

 

Importado pela www.cellar-af.com.br/   vendas tel  11- 5531 0794

O preço de safras mais recentes ficam em torno de R$ 700-1000, no Brasil. As antigas como a de 1982 se tivessem no Brasil deveriam custar o dobro destes valores.

 

 

 

          

 

Escreva uma resposta

Theme Distributed by Rock Kitty and Wordpress Themes